4. A MANSIDÃO

Aqueles que procuram a perfeita mansidão devem se esforçar com todo o cuidado para não irritar-se não só com os homens, mas também com os animais e os objetos. Recordo que, uma vez, quando vivia no deserto, irritando-me contra um caniço, ora me incomodava porque era grosso, ora porque era fino. E outras vezes, contra uma árvore, quando queria cortá-la e não o conseguia logo. Ou então, contra a pedra do fogão quando queria acender o fogo e esse não se acendia logo. Era tal a cólera, que explodia também contra os objetos. Portanto, se quisermos alcançar a bem-aventurança proferida pelo Senhor, devemos frear nossa cólera não só nos gestos, mas também no pensamento.

Cassiano o Romano,
Ao bispo Castor, vol. I, p. 73b

Quem é manso segundo Deus é mais sábio do que os sábios e, quem é humilde de coração, é mais poderoso do que os poderosos e isso porque eles carregam o jugo de Cristo de modo consciente.

Marcos o Asceta,
Sobre aqueles que se crêem justificados 107

Aprendei de mim que sou manso e humilde de coração (Mt 11,29), e o que segue. A mansidão protege o ânimo contra a perturbação, a humildade liberta do orgulho e da vanglória as profundezas do coração.

Máximo o Confessor,
Sobre a caridade 1,80

A mansidão é a matéria da humildade e esta é a porta da libertação das paixões.

Pedro Damasceno,
Livro I, vol. III, p. 22c

Meu filho, é tempo de aprenderes, antes das outras coisas e com as outras coisas que, como quem quer esticar bem o arco não o estica sem ter um alvo em que mirar, do mesmo modo quem quer aprender a viver na paz deve ter como alvo conservar sempre um coração manso. Diz Santo Isidoro: “Não basta exercitar-se nas virtudes, mas é necessário também moderar-se em vista da ascese. Se conduzimos a luta pela mansidão e a interrompemos por causa de pensamentos confusos, outra coisa não fazemos do que procurar a salvação sem querer fazer o que contribui para ela”. Bem antes dele, disse o diviníssimo Davi: Guia os mansos na sua justiça, aos pobres ensina os seus caminhos (Sl 24,9). E o Sirácide: “Aos mansos são revelados os mistérios” (cf. Sir 3,18). E o dulcíssimo Jesus: Aprendei de mim que sou manso e humilde de coração, e achareis repouso para as vossas almas (Mt 11,29). E: “A quem volverei o olhar senão ao manso, pacífico, e que treme ao ouvir minhas palavras?” (cf. Is 62,2). E: Bem-aventurados os mansos, porque herdarão a terra (Mt 5,5), isto é, o coração que, por graça, dá fruto de trinta, sessenta e cem por cento (cf. Mc 4,20), de acordo com a ordem dos principiantes, dos que estão na metade do caminho, dos perfeitos. Por nada mais se deve perturbar ou ser perturbado, desde que não se trate da vida de fé.

Calixto e Inácio Xantopoulos,
Método 77

Retornar ao índice do capítulo →

Anúncios
  1. Deixe um comentário

Deixe um comentário

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair / Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair / Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair / Alterar )

Foto do Google+

Você está comentando utilizando sua conta Google+. Sair / Alterar )

Conectando a %s

%d blogueiros gostam disto: