8. Orar sem distrações

Vai, vende o que tens e dá-o aos pobres (Mt 19,21) e, tomando a cruz, renega-te a ti mesmo (cf. Mt 16,24) para poderes rezar sem distrações.

Nilo o Asceta,
Discurso sobre a oração 17

Não poderás rezar com integridade se estiveres envolvido em negócios materiais, porque a oração é a supressão das preocupações.

Nilo o Asceta,
Discurso sobre a oração 71

Feliz o coração que, através de uma oração sem distrações, alcança um crescente desejo de Deus.

Nilo o Asceta,
Discurso sobre a oração 118

Não há perfeita oração sem invocação espiritual. O Senhor ouve o pensamento que grita sem distrações.

A mente que ora sem distrações humilha o coração. Um coração contrito e humilhado Deus não desprezará (Sl 50, 19).

Marcos o Asceta,
Sobre aqueles que se crêem justificados 33-34

Naquele que persevera, a oração sem distrações é sinal de amor por Deus A negligência e as distrações são sinal de amor pelos prazeres.

Marcos o Asceta,
Sobre aqueles que se crêem justificados 97

Quem sinceramente ama a Deus, reza sem nenhuma distração. E aquele que reza sem nenhuma distração, ama também sinceramente a Deus. Não reza, porém, sem distrações, quem tem o coração preso a qualquer coisa terrena.

Máximo o Confessor,
Sobre a caridade 2,1

Nada compete tanto com toda boa obra como a oração pura; nada é tanto impedimento para a aquisição das virtudes quanto a agitação e a distração da mente, por mínima que seja.

Pedro Damasceno,
Livro I, vol. III, p.75

O amor de Deus, como se disse, pode ser realizado com grande luta e fadiga do coração mediante pensamentos santos e solicitude contínua por todo bem, porque o adversário coloca obstáculos ao nosso coração e o impede de estar ligado ao amor divino através da recordação dos bens, mas ataca a percepção sensível com desejos terrenos.

Então, de fato, morre o malvado e, por assim dizer, é estrangulado, quando, pelo amor e a recordação de Deus, o coração vive sem distrações. Disso pode também surgir o sincero amor pelo irmão; e a verdadeira simplicidade, a mansidão, a humildade, a integridade, a bondade, digo, a oração e toda esplêndida coroa de virtudes, graças ao único e exclusivo primeiro mandamento do amor de Deus, recebem a perfeição.

É necessária muita luta e fadiga secreta e escondida, e exame dos pensamentos e exercício dos frágeis sentidos de nossa alma, para o discernimento do bem e do mal, e é necessário também reforçar e reavivar os membros cansados da alma dobrando o coração para Deus. O nosso coração, de fato, agarrando-se sempre a Deus, se tornará um só espírito com o Senhor, segundo a palavra de Paulo (cf. 1Cor 6,17).

Macário o Egípcio,
Paráfrases 13

Toda a luta e a preocupação do adversário, como se demonstrou, consiste em poder distrair o coração da recordação, do temor e do amor de Deus, distraindo-o com a isca das seduções terrenas, do bem verdadeiro para os bens aparentes.

Macário o Egípcio,
Paráfrases 14

Retornar ao índice →

  1. Deixe um comentário

Deixe um comentário

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair / Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair / Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair / Alterar )

Foto do Google+

Você está comentando utilizando sua conta Google+. Sair / Alterar )

Conectando a %s

%d blogueiros gostam disto: