PADRE JOSÉ EDGARD DE OLIVEIRA – 1929-2016

pe-edgar

Padre José Edgard De Oliveira – 1929-2016

Padre José Edgard de Oliveira nasceu no bairro Cardoso, em São João Batista, pequena cidade catarinense no vale do rio Tijucas, em 31 de dezembro de 1929. Seus pais eram católicos fervorosos, Francisco Joaquim Leonardo de Oliveira e Nila Soares Pereira de Oliveira. O pai dirigia o culto dominical na capela do bairro, puxando o terço do rosário. Isso é o bastante para se dizer que os filhos beberam na mesma fonte religiosa.

Em 1943, o jovem José Edgard, depois sempre conhecido por Edgard, manifestou o desejo de ir para o Seminário para ser padre. Saiu de sua casa para o seminário de Pinheiral, instituição dos padres jesuítas que atendiam à paróquia de Nova Trento. Terminando o estudo preliminar, a família preferiu que fosse matriculado no Seminário Nossa de Lourdes, em Azambuja, onde já se encontravam colegas seus.

Pode-se dizer que a grande característica que o marcou por toda a vida foi a alegria espontânea, a peraltice, a capacidade de fazer amigos e “aprontar” surpresas que animavam os colegas. Um artista nato. Era inteligente para os estudos, especialmente para a língua portuguesa e a declamação.

Os primeiros anos em Azambuja coincidiram com a Guerra mundial (1939-1945) e a prevenção contra o comunismo ateu. Esse medo estava ligado à contínua oração contra o perigo vermelho, que os seminaristas temiam estar planejando a invasão do Seminário de Azambuja. Pe. Edgard gostava de lembrar a noite em que uma coruja entrou com barulho no dormitório e algum seminarista gritou “os comunistas!”. Foi o que bastou para se instalar um clima de pavor, a maioria fugindo para o pátio e rezando. Comoveu a todos o Raul de Souza (Pe.) ajoelhado e gritando: “Meu Deus, ofereço a minha vida pela conversão da Rússia!”. Outros mais se ofereceram pela salvação das almas, mas ficaram felizes ao descobrirem que tudo foi causado por uma desgovernada coruja. (Continue lendo…)

  1. #1 por Joao Flavio em 11 de junho de 2016 - 06:29

    Bom dia, pe. José : Bom nos trazer estas informações, especialmente do pe. Edgar, a quem prezamos tanto! Diác. Jfv

%d blogueiros gostam disto: