UM CACHORRO E SEU MENINO

Meu Senhor, criador e amigo de todos,
quero te agradecer por ser o “melhor amigo do homem”.
Sei que o título é uma distinção e um perigo,
eu não consigo amar quem não conheço
e acabo fazendo besteira sem pensar.
Sentir e amar, foi o que me ensinaste.
Penso até que tenho dentes em excesso,
e uso sem muito cuidado.
Quero te agradecer, nesse fim de dia,
pelo Duda, aqui ao meu lado.
Eu estou rezando, não sei se ele está…
Ele reza de olhos fechados, pois não tem medo:
afinal, estou aqui para cuidar dele.
Senhor, o Duda é muito bonito,
Está bem cheiroso (eu prefiro sujinho,
aliás, coisa suja tem muito mais cheiro bom).
Está de mãozinhas postas,
As unhas, roídas que dá pena. Isso eu não faço,
Pois as unhas me ajudam a defendê-lo.
Estou aqui de joelhos, mas enxergo tudo:
o telefone para algum socorro, um beijo à distância,
o mouse para brincar no computador,
um palhaço pintado num quadro,
uma garrafinha com água, pois a noite é comprida,
e a mãe e o pai estão cansados,
fita adesiva, que o Duda usa para me provocar
colando em minhas costas e puxando com força.
Perdôo tudo, afinal, amigo é também pra sofrer.
Meu Senhor, a cama é boa,
o cobertor é tão macio
que acabo rasgando em nossas brincadeiras.
Já estou meio velho,
não é o primeiro menino que acompanho,
e, devo dizer, há muita coisinha nesse quarto,
até um tapete para eu dormir,
mas, de gente, só eu.
Ele fala em Menino Jesus, Anjinho da Guarda,
papai, mamãe, vovô e vovó.
E onde está esse povo todo?
O Duda vive muito sozinho, meu Senhor.
Eu te agradeço por poder cuidar dele.
Quando ele dorme, eu fecho um olho e abro o outro.
O telefone toca? Eu o acordo.
Pena que faço muito barulho e acordo todos.
Se não fosse eu, Senhor, que seria do Duda?
Espero que ele reze por mim, por minha saúde:
ainda falta muito para ele tomar juízo.
Não te preocupes: eu sei cuidar dele.
Estou cansado dessa posição de rezar: Boa noite!
Boa noite para o Senhor, para o Duda.
Podem dormir: eu estou aqui.

Pe. José Artulino Besen

  1. #1 por Edinez Silva Souza em 8 de maio de 2012 - 22:35

    Que maravilha este texto, parabens…

%d blogueiros gostam disto: