A ORAÇÃO: ATITUDE DE QUEM AMA

Nada te impeça de orar sempre (Eclo 18,22).

A oração representa para o crente o mesmo que o encontro para os amantes. Quem ama, sente falta da pessoa amada. Quem ama, gosta de conversar com o amado. Quem ama, tem todo o tempo do mundo para seu amor.

Orar é abrir a boca para louvar, agradecer, pedir perdão, trocar confidências, suplicar. É reforçar os laços de amor que nos unem a Deus. É atitude que vem do amor.

Namorados que não se encontram por muito tempo, correm o risco de se verem trocados por outros amores. O homem que não ora, acabará trocando, por outros amores ou coisas, seu amor por Deus.

Alguns dizem que não encontram tempo para a oração. Mas, tempo é questão de preferência: onde está nosso tesouro, aí está nosso coração. Outros não rezam por estarem sempre cansados. Era exatamente no fim de um dia cansativo que Jesus se retirava para orar, para conversar com o Pai. Conversar com a pessoa amada traz descanso, paz.

A oração retempera as energias, pois o contato com Deus nos devolve a paz. Na intimidade com nosso Deus, sentimo-lo como Pai, somos perdoados, recebemos a capacidade de nos renovarmos.

A oração é o melhor meio para nos analisarmos: nosso encontro com Deus faz com que entendamos mais profundamente nosso mistério pessoal.

Alguém pode reclamar: – “Falo sempre com Deus, mas nunca escuto a sua voz!”. Poderia escutar como resposta: “Você nunca faz silêncio!”. Deus nos fala através de nossa consciência, de nossos gestos, de nossa história, de nosso silêncio interior. Não profere discursos. Dá-nos luz para enxergarmos melhor a realidade. Sua voz se revela nos nossos caminhos. Sua voz se confunde com o nosso rosto e com o rosto das pessoas que estão diante de nós.

Somente a oração constante traz essa magnífica oportunidade de percebermos com clareza o que Deus quer de nós e de nossas vidas, nos mostra tudo o que nos oferece como dom.

Você não sente mais necessidade da oração? Muito cuidado! Há doentes crônicos que não sentem falta de tratamento, e acabam por morrer.

Quando menos vontade temos de rezar, mais estamos precisando da oração.

Quanto mais orarmos, mais vontade teremos de orar, pois sentiremos o prazer da paz interior que a oração nos traz.

Outras vezes a oração nos angústia pois, através dela, Deus nos faz entrar em contato conosco mesmos. E vemos como estamos distantes daquilo que pretendemos alcançar, como estamos longe daquilo que imaginamos ser.

Não inicie nem encerre seu dia sem um diálogo com Deus. Você sempre terá alguma coisa para lhe contar, e muito mais para dele ouvir.

A oração é o fruto mais maduro de nossa fé, de nosso amor por Deus. Santa Teresa, a pedagoga da oração, assim resumiu a oração: “Orar é encontro de amigos”.

Pe. José Artulino Besen

Anúncios

, , ,

  1. #1 por Ivone Maria Koerich Coelho em 15 de fevereiro de 2011 - 17:28

    Que bonita mensagem, Pe. José!
    Que quanto mais oramos, mais temos vontade de orar, e assim sentir o prazer da paz interior que a oração nos traz.
    Feliz quem faz e sente um pouco esta experiência.
    Minha oração por toda a nossa comunidade da Paróquia Nossa Senhora Aparecida.
    Ivone

  2. #2 por Maria Geralda Ch. morais em 16 de agosto de 2011 - 11:27

    Gostei atitude de quem ama .Com certeza a pessoa que eu amo foi apresentada a Deus em minhas orações Deus me mostrou visões
    significativa de que ele seria a pessoa certa para mim e que me amaria com a mesma proporção. Quando estamos buscando a Deus em nossas oraçõe constantemente, pode ter certeza vc tem um verdadeiro dialago com Deus ele te ouve responde e mostra o caminho que você devera seguir. Siga Jesus e terás um verdadeiro amigo.

%d blogueiros gostam disto: